CAPES divulga curso de incentivo a dados abertos

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) apoia ações que incentivam a adesão ao uso de dados abertos e, em parceria com diversas instituições, promove e acompanha eventos para difundir essa ideia. Oriunda de um movimento mundial que gerou o conceito Open Science, a Ciência Aberta (em português) já se encontra presente em documentos de diversos organismos internacionais como a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Uma das parceiras da CAPES, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), lançou a Formação Modular Sobre Ciência Aberta, cujos cursos estão disponíveis no Campus Virtual da Fiocruz, até o fim de 2020. Dividida em quatro séries, é oferecida para pesquisadores, professores, alunos de pós-graduação e outros usuários interessados no tema, gratuitamente, na modalidade a distância. O curso atual trata sobre dados abertos e apresenta à comunidade acadêmica o movimento da ciência aberta, suas diversas práticas, expectativas e controvérsias.

“Acredito que este curso, assim como todo o Programa de Formação Modular pode estimular reflexões necessárias sobre uma cultura aberta na ciência e nas demais áreas da sociedade”, afirmou Vanessa Jorge, tecnologista em Saúde Pública na Fiocruz.

O novo curso é composto por seis aulas online, totalizando 10h. Nele, os participantes aprenderão o que são dados abertos, sua importância no campo científico e como utilizá-los. Para se inscrever, acesse o link.

CAPES e ciência aberta
Tatiane Pacanaro, analista da Coordenação-Geral do Portal de Periódicos (CGPP) da CAPES explica que a parceria entre instituições “é de suma importância no sentido de promover a ciência aberta por meio do compartilhamento de informações e dados de pesquisa”. No caso da atual pandemia este conceito se torna vital. “Toda a sociedade é beneficiada, pois se agilizam os processos de descobertas científicas e a disseminação de dados abertos se traduz na maior rapidez de descobertas de novos medicamentos, vacinas e protocolos de saúde”, exemplificou.

Convidada a participar do 4º Plano de Ação Nacional em Governo Aberto (2018-2020), cujo tema é ‘Inovação e Governo Aberto na Ciência’, a CAPES integra o ‘Compromisso 3’ do Plano, que pretende formar uma estrutura de governança de dados científicos para o avanço da ciência aberta no Brasil. Para difundir dados abertos de pesquisa, a Coordenação já promoveu dois grandes seminários. O primeiro, em 2018, tratou dos repositórios abertos, e o segundo, em 2019, abordou as políticas de acesso aberto e as questões de propriedade intelectual.

Para Patrícia Almeida, coordenadora-geral da CGPP, os próximos passos serão no sentido de “ampliar o debate junto à comunidade científica para promover, futuramente, uma política de abertura do acesso à informação científica”.

Fonte: CCS/CAPES - https://www.capes.gov.br/36-noticias/10309-capes-divulga-curso-de-incentivo-a-dados-abertos

* Os textos, vídeos e áudios publicados são de inteira responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da Cesu. *