Representantes do CPS participam de encontro do P-Tech nos EUA

Na sede da IBM, em NY, diretores de Etecs e Fatecs e gestores do programa vão compartilhar experiências com educadores de 13 países

Diretores das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais e representantes da Administração Central do Centro Paula Souza (CPS) vão participar do Planet P-Tech. O primeiro encontro global de instituições de ensino de 13 países que aplicam o modelo educacional ocorre na sede da IBM, em Nova York, nesta terça e quarta-feira (20 e 21).

Trazido ao Brasil por meio de parceria entre CPS e IBM, o P-Tech passou a ser oferecido no primeiro semestre de 2019, com três turmas de 40 estudantes cada. O programa prepara estudantes para a economia digital, combinando o conteúdo teórico da formação profissional com experiências práticas dentro de empresas. Além disso, possibilita, de forma inédita nas instituições públicas do País, a articulação dos Ensinos Médio, Técnico e Superior.

O P-Tech foi implantado nas Etecs e Fatecs de Americana, Zona Leste (Capital) e São Caetano do Sul – neste último município, a parceria foi com a Volkswagen. O ingresso dos alunos ocorre pelo Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional em Desenvolvimento de Sistemas, que, além das três mil horas regulares do curso, tem mais 200 horas de experiências dentro da empresa parceira.

Ao concluir o ciclo de três anos, o aluno poderá completar o curso superior tecnológico de Análise e Desenvolvimento de Sistemas em mais dois anos de estudo na Fatec, sem necessidade de novo Vestibular. Desta forma, em cinco anos o estudante terá os diplomas dos Ensinos Médio, Técnico e Superior Tecnológico – atualmente, são necessários seis anos.

“Vamos compartilhar a experiência da implantação do modelo no Brasil, desde a criação do currículo, passando pela formação dos professores e indo até a gestão do curso”, explica o gestor do projeto P-Tech para o Ensino Médio e Técnico do CPS, Fernando Di Gianni.

“É importante conhecer as boas práticas, as diferenças entre legislações e estruturas relativas à educação em cada país. Os distintos cenários econômicos e culturas devem proporcionar uma troca de experiências interessante, na qual todos têm a ganhar.”

Além de Di Gianni, participam do evento nos Estados Unidos o coordenador de projetos da Unidade do Ensino Superior de Graduação (Cesu) César Fernandes; e os diretores das unidades nas quais o P-Tech foi implantado, Mary Damiani (Etec Polivalente, de Americana), Wladimir Costa (Fatec Americana), Elpídio de Araújo (Etec Zona Leste), Robson dos Santos (Fatec Zona Leste), Madalena Riva Medeiros (Etec Jorge Street, de São Caetano do Sul) e Adriane Fontana (Fatec São Caetano do Sul).

Fonte: http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/representantes-do-cps-participam-de-encontro-do-p-tech-nos-eua/