WebQuest desenvolve competências técnicas e idioma inglês

A professora Edilene Gasparini Fernandes, que ensina inglês nos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Agronegócio e Informática para Negócios da Fatec São José do Rio Preto, implantou na unidade o projeto WebQuest, que desenvolve competências profissionais e comunicacionais no idioma inglês.

“A ideia surgiu da conversa com um professor da instituição que já trabalhava com WebQuests para o ensino fundamental. Aí eu pensei, por que não fazer delas um projeto integrador entre as disciplinas e, ao mesmo tempo, uma maneira divertida de aprender?”, relata a professora.

Os desafios em língua inglesa envolvem temas tão diversos como blockchain, carro autônomo e a seca no Nordeste. Participam estudantes do terceiro ao sexto semestre dos cursos, com nível de inglês a partir do intermediário. A partir dessa iniciativa, lançada no início de 2022, já surgiram quatro projetos de Iniciação Científica.

As organizações cadastradas como colaboradoras do projeto WebQuest – Nutrimais, Rural Pago, Informa Solutions e Pólen, hub de educação do município – fazem parte da ideação e do feedback sobre o trabalho dos alunos, que são avaliados para eventuais contratações.

O diretor da unidade, Sérgio Ricardo Borges Júnior, aprova a iniciativa: “O projeto WebQuest busca promover a melhoria dos níveis de expressão em língua inglesa entre os alunos da Fatec São José do Rio Preto envolvendo as áreas de Agronegócio e Informática, por meio da abordagem metodológica CLIL (Content and Language Integrated Learning), que possui como enfoque a prática da língua sem tê-la como primeiro alvo. Como as WebQuests são voltadas para resolução de problemas cuja complexidade desafia os conhecimentos técnicos, consegue reunir o desenvolvimento do idioma com a resolução de problemas da área do curso dos discentes, contribuindo de forma significativa para a formação discente e as necessidades do setor produtivo, uma vez que propicia o avanço do conhecimento da Língua Inglesa, ao mesmo tempo que contribui com o aprimoramento técnico dos graduandos, competências essenciais para a empregabilidade e atuação no mercado de trabalho”.

* Os textos, vídeos e áudios publicados são de inteira responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da Cesu. *